Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘0 Chefes de Cozinha’ Category

 

E-mail: fernandoquaresma@msn.com
Cidade/Estado: Cuiabá / MT
Empresa: Restaurante Choppão

 

Nome: Fernando Quaresma de Andrade
Data de Nascimento: 08/12/1962
Local de Nascimento: São Bernardo do Campo – SP.
Radicado em Cuiabá – MT desde 1986

 

Curso de Graduação

Área: Tecnólogo em Gastronomia (Nível Superior)
Instituição: UNIC – Universidade de Cuiabá – Campus Pantanal

 

Atividades Profissionais atuais

Cargo/função: Sócio Proprietário
Instituição: Restaurante Choppão (Desde 1986), Tucano Bar (De 1992 a 1998 e a partir de 2005)  e Vip´s Motel (Desde 1995)
Cidade: Cuiabá – MT

 

Atividades Profissionais anteriores

Cargo/Função: Sócio Proprietário em 12 estabelecimentos comerciais na área de alimentos e bebidas no período de 1979 a 1986 nas cidades de São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá e São Paulo – SP (Bares, lanchonetes, restaurantes, padaria e motel)

Julho de 2009

Read Full Post »

  • Iniciei minha carreira profissional trabalhando no bar e restaurante “Cervejaria 67” na Praia Grande, onde fui Chef e proprietário até o ano de 1997.
  • Após seu encerramento, fiz outros pequenos trabalhos até 1998 quando fui Chef de cozinha do “Quiosqão de Minas”, em São Paulo e retomei ininterruptamente minha carreira.
  • Retornei ao litoral Paulista, desta vez a Santos, onde trabalhei durante 6 anos.
  • De 1999 a 2000, trabalhei no restaurante “Barão do Café” e ainda em 2000 fui sócio e Chef do “Café e Cia”.
  • Em 2001 desenvolvi cardápios e chefiei a cozinha do “Atelier Art Gourmet”, e participei da instalação dos projetos da cozinha para reinauguração do Tênis Club de Santos, além de treinar funcionários e desenvolver o cardápio.
  • No ano de 2002, em breve volta à São Paulo, chefiei a cozinha do “Farfalla” e retornei à Santos para inaugurar o “Piccola Forneria” como Chef de Cozinha.
  • Até 2005 trabalhei desenvolvendo e organizando grandes festas e cardápios como Personal Chef.
  • Em meu último ano em Santos chefiei a cozinha do WTC e inaugurei o “Empório Villa Borghese”.
  • Retornei definitivamente à São Paulo em 2006 e fui responsável por toda a cozinha, cardápio e funcionários da rede de Bingos Colonial, trabalhando em 08 unidades simultaneamente.
  • Trabalhei no “Valentino Wine Bar” como Chef de cozinha consultor e no mesmo ano chefiei e organizei grandes eventos no “Café Millenium”, até seu fechamento.
  • Em 2007 através do meu trabalho na cozinha do restaurante “Goody”, fui autorizado pelo Rabino a desenvolver e trabalhar com comida Kosher
  • A partir do segundo semestre de 2007 até o ínicio de 2008, juntamente com o Chef Alan Uzan, em uma parceria franco-italiana, gerenciei a cozinha do “Felix Bistrot”, na Granja Viana.
  • Além dos restaurantes em que trabalhei, participei como Chef convidado de feiras como: Restaubar (2006, 2007, 2008), Fispal (2006, 2007, 2008), Equipotel (2006, 2007, 2008), Prazeres da Mesa ao vivo (2007), Feinco (2008), Fispizza (2008) e Abrasel (2008).
  • Também fui convidado a dar palestras nos eventos da Equipotel, Prazeres da Mesa ao vivo, Sabores de São Paulo, Hotec (faculdade), Espaço Gourmet GE, Feinco e Fispal, sendo que na última fui campeão do Gourmet Show na categoria de Pasta.
  • Atualmente faço consultorias em restaurantes, sou membro oficial da FIC (Federazione Italiana Cuochi), dou aulas e palestras em eventos e escolas, fui nomeado Chef Oficial do Mercado Municipal de São Paulo e estou gravando o programa “Temperando o Papo”, como chef e apresentador.
Chef Felipe Cilli
Fone: (11) 9266-8128
felipe@ficbrasile.com.br  
 
Fonte: http://correiogourmand.com.br

Read Full Post »

Alain Uzan

  • Parisiense, nascido em 07 de agosto de 1959, o Chef Alain Uzan é filho de donos de restaurantes e sempre viveu neste meio.
  • Desde criança ajudava os pais e trabalhou nos anos seguintes em Vendée, em uma estação balneária onde a população se multiplicava por 10 no verão.
  • Seus estabelecimentos eram quatro e suas funções ultrapassavam a atividade de administração.
  • Mais tarde, em 1990, a estrutura do restaurante era de 5 pessoas no inverno e 11 no verão.
  • Durante esses anos todos, formou cerca de 40 pessoas, do salão à cozinha.
  • Tendo a oportunidade de ampliar o campo de atividade, resolveu recomeçar com um restaurante, uma brasserie cuja especialidade era frutos do mar e peixes.
  • Depois de montar a nova estrutura, da decoração do salão à cozinha, descobriu o prazer da boulangerie e, durante os quatro anos seguintes, produziu todo o pão do restaurante.
  • Apesar de um certo conforto na vida, ao fim de três anos, com uma perspectiva que era imutável, num lugar onde a população da vila era de cinco mil habitantes no inverno, o desejo de novos desafios começou a aflorar.
  • Depois de longas reflexões não havia mais motivação em permanecer na França.
  • Nesse meio tempo, aperfeiçoou-se em boulangerie, aprendendo diferentes tipos de pães, e fazia todos os pães especiais para serem vendidos na loja.
  • Foi durante uma estadia de um mês no Brasil, em férias na casa de amigos, que tudo se decidiu.
  • Apesar do choque do primeiro dia num país com tão grandes contrastes, se deu conta que o Brasil estava em desenvolvimento e que tinha muito para avançar.
  • Retornando à França, vendeu todos os seus bens e veio se instalar em São Paulo, em outubro de 1999.
  • Em dezembro do mesmo ano, já abria o restaurante “Le Bistrot d’Alain”, na Haddock Lobo, nos Jardins.
  • Apesar do início difícil por causa da língua, o propósito de realizar uma cozinha com seus critérios nunca esmoreceu.
  • Atualmente, Alain Uzan é o chef responsável pela cozinha do Felix Bistrot, na Granja Viana.
  • O Chef Alain Uzan oferece uma culinária francesa de qualidade, utilizando ingredientes simples, preservando seus sabores e sobretudo se preocupando com sua qualidade, característica fundamental em sua cozinha.
  • Apesar de toda a influência internacional, o Chef Uzan defende o “sabor da cozinha francesa”.
  • “Quando um cliente se sente como se estivesse na França comendo minha comida eu me sinto satisfeito”, diz o Chef Alain Uzan.

 

Chef Alain Uzan
Fone: (11) 7209-6725
alainuzan@hotmail.com
 
Felix Bistrot
Rua José Félix de Oliveira, 555
Granja Viana – Cotia – SP
Fones: (11) 4702-3555/4612-2339
 
Fonte: Virgínia Brandão – http://correiogourmand.com.br

Read Full Post »

  • O Chef Benon Chamilian nasceu em Beirute em 15 de julho de 1960, filho de pai armênio e de mãe libanesa.
  • Estava no primeiro ano de engenharia civil quando, em virtude da guerra em seu país e de seu desejo de viajar e trabalhar fora do Líbano, soube que um vizinho procurava quem quisesse viajar para a Arábia Saudita para trabalhar num restaurante.
  • Como não tinha nenhuma experiência no ramo, antes de aceitar o desafio, ele foi fazer um estágio no mais importante restaurante de Beirute naquela época, o “Yilidzlar” e, em junho de 1980, com pouco menos de 20 anos, partiu para iniciar uma nova vida no estrangeiro, num país com costumes totalmente diferente dos seus.
  • Lá, começou como garçom, mas, em poucos meses, foi convidado pelo proprietário da casa, que via no jovem inteligente e curioso um grande potencial, a aprender a trabalhar na cozinha e iniciar, com ele, seu aprendizado para tornar-se um Chef de cozinha.
  • Dois anos depois, o jovem Benon assumiu a cozinha do restaurante, onde ficou até 1989, quando recebeu uma proposta irrecusável da Best Food Company (Mazola corne oil) para desenvolver produtos para o mercado nacional e internacional da Companhia.
  • Depois de um ano de trabalho, em 1990, com o início da Guerra do Golfo, o Chef Chamilian decidiu viajar para o Brasil e visitar sua família que já estava morando aqui há algum tempo.
  • Nesta viagem ele conheceu a dona do restaurante “Mandalun”, Marie Thérèse Arida, que o convidou a assumir a cozinha da casa, em São Paulo.
  • O sucesso foi tanto ganharam o disputadíssimo prêmio de Melhor Restaurante do Ano de 1992, conferido pelo Guia Quatro Rodas.
  • Saiu do “Mandalun” depois de dois anos e meio e, em sociedade com o Grupo Swensen’s, inaugurou o fast-food de comida árabe “Sinbad”, inovando no mercado da cozinha árabe.
  • Um ano mais tarde, começou a prestar consultoria a diversos restaurantes, desenvolvendo cardápios para o “Tahine” de Belém do Pará e para o “Almanara” de São Paulo, entre outros.
  • Também passou a realizar festas particulares para restaurantes “Átrio República” e para o clube da Associação Maronita de São Paulo.
  • Cada vez mais reconhecido, recebeu um convite para apresentar a gastronomia árabe na TV, no programa Brasil Árabe, que ficou seis meses no ar.
  • Também ministrou diversos cursos de culinária e participou de outros programas de TV como convidado.
  • Em 2001, foi homenageado pela Ordem dos Parlamentares do Brasil com a Medalha Ulisses Guimarães.
  • Inaugurou o restaurante “Al Wady”, em São Paulo, e comandou a cozinha por 3 meses até assumir a cozinha do restaurante “Tuareg” que posteriormente foi vendido e o novo dono não apenas convidou o chef Benon para ser o Chef de Cozinha do novo “Kayyam”, como para ser sócio do negócio.
  • Com seu belo projeto arquitetônico, seu serviço impecável e, sobretudo, sua excelente cozinha o “Kayyam” conquistou uma clientela fiel e foi considerado, em 1999 e 2000, pela revista Veja, o melhor restaurante árabe de São Paulo.
  • No final de 2002, ele desligou-se da sociedade do “Khayyam”, permanecendo como consultor até meados de 2003.
  •  Depois disso, prestou consultoria para o restaurante Ammoul, em São Paulo, até setembro de 2004.
  • Feliz com a profissão que escolheu, o Chef Benon Chamilian está completando 25 anos de uma carreira de pleno sucesso.
  • Tem viajado pelo Brasil todo realizando festivais gastronômicos com a temática árabe (Hotel Mont Blanc – Campos do Jordão, Hotel Inter Continental – Rio de Janeiro, Hotel Super Clubs Breezes – Costa do Sauípe, Hotel Trans América – Ilha de Comandatuba, Clube Pinheiros – SP, entre outros).
  • Mantém, também, um serviço de buffet com o qual atende desde pequenos jantares até banquetes para mais de 1000 pessoas.
  • Dá aulas pelo País todo, é convidado frequente dos programas gastronômicos da televisão e, também, se dedica ao seu primeiro livro, através do qual pretende passar todo o seu conhecimento e experiência na cozinha árabe, sobretudo a libanesa.
Chef Benon Chamilian
Fone: (011) 6451 – 2868
Celular: (011) 9252-6471
chefbenon@uol.com.br

Fonte: Virgínia Brandão – http://correiogourmand.com.br

Read Full Post »

  • Formado em Arquitetura, desde muito cedo o paraense Paulo Martins teve contato com a culinária.
  • Sua mãe fazia doces e salgados para aumentar a renda familiar e o filho; que a ajudava na cozinha, também tomou gosto pela cozinha.
  • Trabalhando como arquiteto, Paulo chegou a ter um escritório, foi presidente de um órgão de planejamento e montou uma construtora.
  • Mas o gosto pela culinária falou mais alto e da criatividade e atração pela vida noturna, veio em Paulo a vontade de abrir um bar ou algo ligado à noite.
  • Foi aí que surgiu quase como uma brincadeira, no grande porão da casa onde morava e estudava com os amigos da faculdade, o restaurante Lá em Casa.
  • Meu grupo de estudo usava os porões do casarão da “São Jerônimo” e toda vez que dava, bicava a comidinha caseira que Dona Anna preparava.
  • Hoje, Paulo é um dos Chefs mais respeitados do país por divulgar a exótica culinária amazonense, totalmente fundamentada em ingredientes originários da cultura indígena.
  • Pelo Lá em Casa já passaram clientes ilustres como o Papa João Paulo II e o rei Gustavo da Suécia e a casa é conhecida nacional e internacionalmente, sendo citada em reportagens do New York Times, Maire Claire, Paris Match e Nuova Coccina entre outros.
  • Além disso, os prêmios recebidos não são poucos, com destaque para a estrela do Guia Quatro Rodas, desde a sua primeira premiação.
  • Na cozinha, Paulo passou então a estudar e pesquisar os sabores da culinária paraense, considerada a mais brasileira de todas, por ter seus elementos básicos originários da cultura indígena.
  • O jambu, que era usado somente no tucupi, como um mero coadjuvante ganhou destaque nas mãos de Paulo e hoje faz parte de muitos cardápios e pratos de nossa culinária, como o Arroz de Jambu, criado por ele.
  • Hoje Paulo é um dos principais divulgadores da culinária paraense e o seu Lá em Casa se multiplicou em quatro restaurantes e um serviço de buffet.
  • O ‘Ver-o-Peso da Cozinha Paraense’, festival gastronômico idealizado por ele em 1999 chegou a sua quinta edição em 2005 tornando-se um dos principais eventos gastronômicos do país.
  • “Minha mãe e eu sempre fomos apaixonados por nossas comidas e pelos ingredientes da ‘terrinha’.
  • Como quase não havia divulgação fora do estado, fomos à luta, sem nenhum incentivo ou apoio da área governamental.
  • Hoje a coisa mudou muito, fizemos vários festivais paraenses fora do estado sem nada cobrar, quando dávamos e levávamos todos os ingredientes.
  • Um dia achei que isto era pouco e me veio a idéia de fazer um festival trazendo os Chefs para conhecerem in-loco nossos mercados e produtos.
  • Na época, o secretário de Produção e o governador me ajudaram e já estamos hoje na 5ª versão.
  •  Nosso modelo é hoje usado em diversos estados do Brasil, se orgulha Paulo.

 

Lá em Casa – José Malcher, O Outro, Ver-o-pesinho
  Av. Gov. José Malcher, 247 – Belém – PA
  Fone: (91) 3242.4222
 Lá em Casa – Estação
  Boulevard Castilho França – Estação das Docas – Belém – PA
  Fone: (91) 3212.5588 (Lá em Casa – Estação)
   laemcasa@laemcasa.com
  reservas@laemcasa.com
  www.laemcasa.com

Fonte: http://www.gastroonline.com.br

Read Full Post »

  • Há 22 anos no Brasil, o Chef Théo Medeiros conseguiu fama e prestígio atuando no interior de São Paulo, na cidade de Campinas, ao contrário da maioria dos Chefs estrangeiros que em geral ficam pelas capitais.
  • Com uma vasta experiência e capacidade criativa, ele é um profissional completo, com sólida formação acadêmica e prática tanto no salgado quanto no doce, técnica apurada e talento excepcional que encanta pela leveza e personalidade de sua cozinha cheia de sabor e arte.
  • Primeiro de sua família na profissão, aos 15 anos de idade, o Chef Théo Medeiros decidiu que a gastronomia seria o seu passaporte para ganhar o mundo e concretizar seu maior sonho: viajar.
  • “Tenho uma alma cigana, talvez por minha família, de origem portuguesa, ter imigrado para a França quando eu era ainda um bebê.
  • “Não tive pátria, sempre me senti um cidadão do mundo e queria conhecê-lo todo”, diz ele.
  • Determinado, matriculou-se na Escola Técnica de Hotelaria de Avon, cidade próxima a Fontaine-le-Port, o vilarejo onde foi criado nas cercanias da Floresta de Fontainebleau, há 60km de Paris.
  • Durante 3 anos, intercalou aulas teóricas na escola com aulas práticas no Hostellerie de la Forêt, no Bois-le-Roi.
  • Aplicado, dedicava todo o seu tempo livre a estágios em variados tipos de cozinha.
  • Tanta dedicação fez com que conquistasse, com méritos (foi classificado em primeiro lugar em prática em conjunto), o seu C.A.P de Cozinha Francesa Clássica.
  • Diploma na mão, trabalhou em restaurantes de Paris e da Normandia.
  • Em meados de 1981, um anúncio de jornal oferecia uma vaga para trabalhar no Brasil: um contrato de um ano como Chef de cozinha do Le Troquet, na época, o mais badalado restaurante francês da cidade de Campinas.
  • Parecia o início da concretização de seu sonho de viajar pelo mundo trabalhando.
  • Algumas entrevistas com o futuro patrão brasileiro em Paris e o negócio estava fechado.
  • Aqui, o jovem Chef, então com 20 anos de idade, fez o maior sucesso, conquistando os campineiros com suas receitas inovadoras e deliciosas.
  • Cumprido o contrato, o Chef Théo voltou à França, indo trabalhar no belo e conceituado Restaurant La Mare au Diable, em Parc du Plessis Picard, na região de Brie.
  • Nos tempos livres, continuou a aperfeiçoar-se em diversos cursos e em estágios com consagrados chefs franceses como Roger Vergé (Restaurant Moulin des Mougins, em Mougins), Bernard Loiseau (Hotel de la Côte d´Or, em Saulier), Jean Pierre Billoux (Hotel de la Gare, em Digoin), Francis Vandenhende (Restaurant Le Manior, em Paris) e Robert Bardot (Restaurant Le Flambard, em Lille).
  • Essa experiência, sobretudo com o renomado Chef Bernard Loiseau (que construiu um verdadeiro império empresarial e se suicidou em fevereiro de 2003 ao perder uma estrela no Guide Michelin), forjou a cozinha do Chef Théo Medeiros que preserva o gosto original dos ingredientes, limita consideravelmente a utilização de elementos gordurosos como manteiga e creme de leite, substituindo-os por infusões e reduções, e privilegia as formas de cocção.
  • O resultado é uma comida leve mas especialmente saborosa, que prima pela criatividade e técnica na mescla de texturas e sabores e pela apresentação elaborada e belo visual.
  • Tudo caminhava muito bem na França, mas o menino que sonhara em viajar pelo mundo agora tinha outro sonho.
  • Queria voltar ao Brasil e ficar por aqui.
  • Apaixonara-se irremediavelmente pelo sol, pelas belezas naturais, pela fartura de ingredientes e pela irreverência e alegria da nossa gente.
  • Pouco mais de um ano depois, estava de volta para trabalhar em outra casa do antigo patrão, o La Croûte Espiègle, em Jundiaí, que em pouco tempo tornou-se um novo point dos amantes da boa mesa na região.
  • Decidido mesmo a ficar, o Chef Théo Medeiros propôs ao patrão uma sociedade e a mudança da casa para Campinas.
  • Nasceu assim, em abril de 1986, o Espiègle, que viria a ser o mais famoso e prestigiado restaurante francês do interior de São Paulo e que durante 15 anos recebeu a nata da sociedade campinense e foi parada obrigatória de todos os artistas e famosos que passavam pela região.
  • O trabalho no Espiègle projetou o talento do Chef para além das fronteiras campineiras, levando-o a participar de diversas matérias de variados jornais, revistas e programas de televisão. Também foi, por diversas vezes, jurado de concursos em importantes feiras de gastronomia. Filiado à ABAGA, Associação Brasileira da Alta Gastronomia, compôs a delegação brasileira do Bocuse d´Or 95.
  • Fechado o Espiègle no começo de 2001, o chef Théo Medeiros trocou as panelas por um novo desafio: desenvolver cortes artesanais de carnes, visando justamente o mercado gourmet, que muito se ressentia da falta de produtos nacionais desse nível.
  • Foram dois anos de muito estudo e trabalho mas o objetivo foi conquistado e, hoje, muito dos cortes especiais de carne bovina e de avestruz encontradas no mercado brasileiro são fruto deste seu trabalho.
  • Desafio cumprido, o desejo de voltar para dentro da cozinha falou mais alto e o Chef, em meados de 2003, aceitou o convite para chefiar a cozinha do Bellini, restaurante instalado dentro, do então recém inaugurado, Hotel Vitória de Campinas.
  • Ali realizou um excelente trabalho, atraindo para o hotel boa parte de sua clientela fiel e novos adeptos, além de obter uma excelente repercussão, também, junto à mídia local.
  • Embora feliz com os resultados no Bellini, o Chef Théo acalentava um novo plano, um outro desafio: um novo restaurante seu, de ambiente despojado onde a cozinha fosse realmente a estrela.
  • Em outubro de 2004, o plano se concretiza com a inauguração do Chef Theo Atelier e Bar Gastronomique, em Barão Geraldo, distrito de Campinas.
  • O sucesso foi imediato e no mesmo ano, 2004, o Chef Théo Medeiros foi eleito o Chef do Ano pela revista Veja regional.
  • Além disso, o restaurante também foi indicado em várias categorias, como melhor carne e melhor francês.
  • Poucos meses depois, o Chef retira-se da sociedade, disposto a investir em novos projetos.
  • Em abril de 2006, o Chef Théo Medeiros inaugurou o novo Chef Theo Atelier e Bar Gastronomique no Cambuí, bairro nobre de Campinas, trazendo para a cidade a mesma proposta já consagrada pelo público e pela crítica.
  • Mas seu trabalho como Chef não se restringe ao restaurante, e ele atua como consultor para restaurantes da cidade e também da região.
  • O Chef, também, está se estruturando para dar aulas de gastronomia numa cozinha experimental que pretende construir, “não pelo dinheiro, mas para poder criar e divulgar receitas”, diz ele.
  • Outro projeto em andamento é o do seu primeiro livro de receitas com as delícias de maior sucesso de sua carreira.

Fonte: Virgínia Brandão – http://correiogourmand.com.br

Chef Theo Atelier et Bar Gastronomique
Rua Santos Dumont, 819
Cambui – Campinas – São Paulo
Fone: (19) 3294-3939
chef@cheftheo.com.br
www.cheftheo.com.br

Read Full Post »

  • O suíço Christophe Besse é um dos mais respeitados e prestigiados Chefs de cozinha do Brasil, aonde chegou em 1987, aos 22 anos, atraído pelo sol e pelo desejo de enriquecer suas receitas com os exóticos sabores dos ingredientes tropicais.
  • Trazia na bagagem um diploma da École Profissionelle de Cuisinier de Sion, experiência em importantes cozinhas de seu país e o firme propósito de ficar por aqui.
  • Ficou e, ao longo desses 17 anos, construiu uma carreira sólida e respeitada, projetando-se por seu talento criativo e inovador e o seu excepcional profissionalismo.
  • Sua cozinha se destaca pela técnica apurada, a maestria com que mescla texturas, aromas e sabores e o cuidado com o visual de cada prato, resultando numa experiência gastronômica inigualável.
  • Suas criações possuem um sabor único e combinam o melhor da culinária internacional, principalmente a francesa, com ingredientes tipicamente brasileiros.
  • Atualmente, o Chef Christophe Besse é responsável por todo o cardápio do restaurante All Seasons by Christophe Besse, que leva sua assinatura, um privilégio que poucos conseguiram até hoje.
  • Incansável empreendedor, as atividades do chef Besse não ficam restritas apenas ao restaurante.
  • Ele também é consultor gastronômico e sua empresa, a Christophe Besse Consulting, responde pela elaboração de todos os cardápios de eventos do Rosa Rosarum, um dos melhores buffets de São Paulo.
  • Em agosto de 2003, inaugurou, no Bexiga, a melhor casa de shows brasileiros de São Paulo, A Morena do Brasil.
  • Além disso, é muito requisitado para presidir júris de concursos da área, ministrar cursos de culinária e prestar serviços especializados na área de restaurantes e eventos como montagem de cozinhas, criação de menus personalizados e assessoria na área de alimentos.

 Fonte: Virgínia Brandão – http://correiogourmand.com.br

 Conheça o livro “A Arte Culinária de Christophe Besse”, clique aqui

 All Seasons Restaurant
Flat Paulista Plaza
Al. Santos, 85
Paraíso – São Paulo – SP
Informações e Reservas: (11) 3177-0436
allseasons@paulistaplaza.com.br
besse@christophebesse.com.br

 www.christophebesse.com.br

Read Full Post »

 

  • Italiano de Rovigo, uma pequena cidade medieval na Riviera Adriática, próximo a Veneza, Alessandro Segato é um Chef talentoso e um empresário empreendedor que chegou ao Brasil em 1995, aos 22 anos, trazido pela família Fasano.
  • Em 12 anos por aqui, consolidou o seu nome no rol dos Chefs estrelados e sua marca na gastronomia paulistana e nacional .por seu estilo ousado e inovador,
  • Formou-se pela  Escola de Hotelaria Instituto Alberghiero de Adria, nas cercanias de Veneza, em 1990.
  • Durante os primeiros 5 anos de sua carreira, Segato passou por premiados e prestigiados restaurantes da Europa com Chez Serge e La Gracienne, na França além de Al Pino, LL borgo na Alemanha.
  • No Brasil fez sucesso imediato no comando da cozinha do recém inaugurado Gero.
  • Em seguida, desta vez a convite do restaurante Giancarlo Bolla, passou a comandar a cozinha do tradicional e renomado La Tambouille, trazendo a o restaurante a sua “segunda estrela”.
  • Em dezembro de 1997, inaugurou o Piano Forte, do mesmo proprietário, onde prestou assessoria por mais de um ano.
  • Em 1998, inaugurou os vôos da TAM para Miami, assinando os cardápios da 1 classe executiva e econômica.
  • Devido ao excelente retorno, Segato desenvolveu os cardápios para vôos internacionais à Paris.
  • Paralelamente, assinou e lançou em parceria com Émerson Fittipaldi e com o nutricionista Gary Smith o 7 Day Diet Italian.
  • Como empresário, em 1999, idealizou um projeto audacioso, batizado como Alessandro Segato Alta gastronomia , em parceria com grandes marcas como DCS, Brastemp/Multibrás, ABC Cook, WMF Spyce, Chistofle, Valle D”Oro, Café e sorvetes Liolá; além dos grupos Expand , Sadima, Colavita entre outros do meio gastronômico, dedicado à difusão da alta gastronomia promovendo, a nível institucional, cursos intensivos e confrarias ao público gourmet.
  • O sucesso de seus empreendimentos fez com que, em outubro de 2000, fosse inaugurado o restaurante La Risotteria Alessandro Segato, especializado no tradicional risotto italiano e outras receitas sofisticadas, aos 4 anos de vida, já era referenciadas da culinária clássica mediterrânea no país.
  • Em 2001, abre as portas do Empório Segato a fantasia fabrica de massas e restaurante tradicional italiano que produz diferenciadas massas frescas artesanais, boulangeries e deliciosas sobremesas.
  • Sua trajetória empresarial estendeu-se ao desenvolvimento de produtos diferenciados para os canais supermercadistas catering e linhas exclusivas de sua grife.
  • Segato assumiu em 2003 A Food Factory uma compacta e moderna fábrical responsável pela produção de produtos exclusivos, massas e risotos da grife Alessandro Segato, além de ser uma das principais fornecedoras de produtos para as marcas próprias Pão de Açúcar e Goodlight.
  • A organização e consolidação deste mix de negócios concretizou-se na holding Gruppo Segato Soluzioni Alimentari D”Autore, com o objetivo de difundir a alta gastronomia e suas excelências em qualidade em todos os níveis de atuação.
  • Diversificando o seu portfólio, o Gruppo Segato adquiriu recentemente mais uma unidade de negócios a pioneira Brasil Pepper especializada em pimentas e especiarias ardentes.
  • Uma marca forte no mercado de exportação tanto para os canais supermercadistas e de decoração.
  • Alinhada à missão da empresa, surgiu à parceria com a rede Pão de Açúcar e unidades expressas Alessandro Segato na implementação, da terceira geração de lojas rede, aliando qualidade de vida e praticidade ao consumidor.

Fonte: http://correiogourmand.com.br

Saiba mais: La Risotteria

 Alessandro Segato

Rua Padre João Manuel, 1156
Cerqueira César – São Paulo – SP
Fone: (11) 3068-8605
larisotteria@alessandrosegato.com.br

www.alessandrosegato.com.br

Read Full Post »

  •  Há 18 anos ele comanda um dos maiores espaços de ensino gastronômico do país.
  • A Escola de Gastronomia que leva o seu nome é considerada um centro de referência para inúmeros profissionais de todos os segmentos da industria alimentícia, seja em relação às novidades seja no aprimoramento de técnicas profissionais.
  • Aos nove anos, Álvaro Rodrigues já demonstrava seu talento para a Gastronomia durante as incursões pela cozinha da italiana Ignez Bonicelli, avó materna e quituteira de mão cheia.
  • Dela, Álvaro herdou não só as primeiras técnicas, dicas, truques e segredos da profissão, mas também o carinho e a generosidade no trato com o público. “Sem dúvida, esses foram os melhores anos da minha vida”, diz o Chef.
  • Os anos passaram e, com eles, Álvaro sentia cada vez mais a necessidade de aperfeiçoar seu talento para a Gastronomia, exercendo-a plenamente.
  • Apesar de ter de concluir seus estudos e conciliar dois empregos (em um hospital e em um jornal), ele resolveu, incentivado pelos elogios dos familiares e dos amigos, investir em um delicioso desafio: aceitar encomendas e organizar eventos como festas e banquetes.
  • Por volta de 1986, nas poucas horas que sobravam e incentivado por amigos, Álvaro começou a fazer cursos específicos.
  • O futuro Chef começava sua carreira ministrando aulas de panificação na extinta Sabor’Art, considerada a melhor escola de culinária na época.
  • Em seguida, reservou um pequeno espaço em sua casa para dar aulas uma vez por semana a um grupo extremamente restrito.
  • Em pouco tempo a pequena sala de aula foi trocada por outra maior na mesma rua, com instalações mais confortáveis.
  • Ali, nascia a Escola de Culinária Doces Momentos.
  • Paralelamente às aulas, em 1990, Álvaro abriu uma grande Confeitaria & Rotisserie, que manteve apenas por três anos, principalmente pela dificuldade de encontrar mão-de-obra especializada.
  • Em 1993, participou de seu primeiro curso na Wilton Enterprise, escola de confeitaria em Chicago, nos Estados Unidos.
  • Aliás, durante anos consecutivos, este local foi parada obrigatória em seu roteiro de especialização em confeitaria, sua grande paixão.
  • Ainda nesse mesmo ano, Álvaro Rodrigues criou seu primeiro curso para a formação de profissionais capacitados em Alta Confeitaria Americana.
  • Em 1994, em sua primeira viagem à Europa, ficou tão fascinado com as técnicas francesas que aproveitou para aprimorar ainda mais seus conhecimentos na famosa escola de cozinha e pâtisserie Le Cordon Bleu e no Hotel Ritz, de Paris, um dos momentos mais marcantes de sua carreira.
  • Também nessa mesma época teve a oportunidade de cursar as aulas de Marta Ballina, famosa artista em confeitaria, em Buenos Aires, Argentina.
  • Há 18 anos o Chef Álvaro Rodrigues comanda um dos maiores espaços de ensino gastronômico do país.
  • A Escola de Gastronomia que leva o seu nome é considerada um centro de referência para inúmeros profissionais de todos os segmentos da industria alimentícia (gourmets, restaurantes, buffets, hotéis, doçarias, autônomos etc.), seja em relação às novidades seja no aprimoramento de técnicas profissionais.
  • Inaugurada em maio de 1999, a nova sede da escola possui dois andares (um para aulas de doces e outro para as de salgados), ambos com auditórios com capacidade para 50 pessoas, ar-condicionado, cozinhas experimentais, de apoio e de degustação, serviço de café e toaletes.
  • O espaço também reúne acomodações para os Chefs convidados, mini-shopping, salas de aula para pizzas (com pizzaiolos profissionais), para churrascos, para workshops (em diversos temas) e para a montagem de mesas decoradas.
  • A escola fica na Rua Xiró, 198 – Casa Verde – São Paulo e a programação de cursos poderá ser conhecida através do site www.alvarorodrigues.com.br
  • Não deixe de conferir e assistir algumas aulas do grand chef.

 Fonte: http://www.sic.org.br/galeriadochef_rodrigues.asp

Read Full Post »

  • Flávia iniciou sua formação no mundo da gastronomia em 1991, quando fez o curso de cozinha no Le Cordon Bleu Academie Culinaire de Paris.
  • No ano seguinte, nesta mesma academia, fez o curso de confeitaria, seguindo-se ao longo dos próximos 10 anos inúmeros cursos nas mais famosas escolas de gastronomia da França, como a École Gaston Lenôtre, a École Gastronomique Bellouet Conseil, e o INBP.
  • Trabalhou em importantes restaurantes em alguns países, como o Restaurante Lapérouse e o restaurante La Bûte Chaillot do Chef Guy Savoy em Paris, o Restaurante Keren em Tel Aviv, e o Restaurante Los Irabien na Cidade do México.
  • Desde 1999, Flávia vem recebendo importantes prêmios em sua carreira, com destaque para: Restaurante Revelação (1999), Chef do Ano (1999) e Restaurante de Melhor Sobremesa (2000, 2004, 2005 e 2006), pela Revista Veja Rio; Chef Revelação (2000), Chef do Ano (2002), Melhor Restaurante Francês (2002) e Melhor Cozinha Francesa (2003), Chef do Ano (2006) , Melhor Restaurante Francês (2006) pela Revista Gula; Eleita Personalidade Feminina na Área de Culinária do Rio de Janeiro, no Hotel Meridien em 2003; Eleita “Coupe de Coeur” pela Veuve Clicquot em 2002; Prêmio “As Mulheres Mais Influentes do Brasil”, na Categoria Gastronomia, pela Revista Forbes em 2005.
  • Criou o Restaurante “Carême Bistrô” em março de 1999.
  • Em 2001 inaugurou o Restaurante “Eça” no centro do Rio, o qual dirigiu até dezembro de 2003.
  • Em 2004 inaugurou sua escola de gastronomia a “Q Criações Gastronômicas”, que funcionou num casarão em Botafogo até 2006.
  • Participou ainda como palestrante de inúmeros cursos e workshops, como jurada de diversos concursos de gastronomia e ainda como responsável pela gastronomia de vários eventos no Brasil e no exterior.
  •  Em 2003, Flávia participou de diversos programas de televisão como  “Armazém 41” e “Flávia Quaresma Especial” no GNT, além do programa “Mesa pra Dois”, que dividiu apresentação com o Chef Alex Atala, entre os anos 2004 e 2006 no mesmo canal.
  • Em dezembro de 2004, lançou o livro “Saboreando mudanças“ junto com a Dra Jane Corona, pela editora SENAC, que já está na 7ª edição.
  • Atualmente Flávia Quaresma está à frente do Carême Bistrô e presta consultoria para a rede de supermercados Zona Sul.
  • Em outubro de 2008, lançou o livro Arte de Cozinha, que contempla gastronomia, cultura e história.

Read Full Post »

Older Posts »